segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Dias de esperança.

  Hoje não tenho o que reclamar para falar a verdade, visando que esse blog foi criado com o objetivo do desabafo, então vou contar provavelmente apenas para mim mesmo as impressões de minhas ultimas semanas.  Na semana passada eu visitei a faculdade de moda que eu realmente quero fazer, tanto a do bairro Riachuelo quando a da Barra, e o que tenho a dizer é que fiquei muito impressionado com as duas, apesar de ambas terem diferenças estruturais obvias, as duas são de excelente qualidade, e o fato do vestibular dela cair apenas conhecimentos gerais, português (cinco das dez questões interpretação de texto) e redação, justamente as matérias que mais gostava na escola e que era melhor, tirando historia que não se inclui na grade desse vestibular, somada a mais outras informações que tive conhecimento sobre a faculdade me deixaram em um estado de animo, felicidade, e esperança que me deixou literalmente beirando às lágrimas por muitas horas.
 Sinto inclusive racionalmente que muita coisas serão resolvidas se eu realmente conseguir entrar, principalmente se for no Riachuelo, na parte da manhã e com o direito ao alojamento (há vê se ai uma das melhores coisas depois obviamente do curso e sua qualidade), e estou realmente empenhado nessa missão, fazendo disso literalmente uma missão de vida para esse ano, tanto porque se eu não passar nesse ano os danos serão imensuráveis, pelo fato de por lei da idade perder a pensão, perder o plano de saúde que o emprego de meu pai cobre aos filhos dos funcionários, eu sem saída ter que continuar morando aqui, decepicionar meu pai e de certa forma desonrar a familia (é, ter sangue japonês pesa), e sem contar a ruina viva que meu estado de espírito ficaria.
  Por isso e por minha paixão por moda criei toda uma estratégia de estudo baseado nesse diferente vestibular, que por egocentrismo (não era bem essa palavra que queria usar) não vou postar aqui com medo que minha estratégia de estudo seja copiada por meus adversários.
É, sou altamente competitivo sim, apaixonado por moda, literatura, economia, jornalismo, psicologia, política, e porque não a pornografia de classe. Afinal, não esta tudo isso intimamente ligado?
 Enfim, tenho estudado com um afinco ferrenho, e exaustivamente se somado infelizmente com meu serviço obrigatorio no exército.
Mas a vida é isso ai, para ser superada a cada dia, e os sonhos para serem alcançados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário